Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O disparate devia pagar imposto

por Manuel_AR, em 09.01.15

Ana Gomes.png


 


Os disparates de responsáveis políticos têm proliferado por aí, os meus também, mas tenho desculpa porque não desempenho qualquer função política nem exerço qualquer cargo nessa área, pelo menos até ver… Nunca digas desta água não beberei.


Comentando o hediondo crime praticado em Paris perpetrado por assassinos a soldo de "seitas" que dizem praticar ideais muçulmanos que, neste e noutros casos de impulso jihadista ou semelhante, revelam são ser mais do que assassínios.


A este propósito veio uma deputada europeia do PS, Ana Gomes, afirmar no Twitter que "o terrorismo é um dos resultados da austeridade". Criando polémica, esta afirmação veio logo a ser por ela "explicada" tentando justificar o injustificável.


Apenas lhe faltou associar a austeridade à criação de um pseudo estado islâmico  (EIIL-Estado Islâmico do Iraque e do Levante) e do seu líder califa Abu Bakr al-Baghdadi  que veio ressuscitar a idade média dos califados, e, já agora ao que se está a passar no Iraque e na Síria.


O disparate não paga imposto mas devia, e bem alto.


¿Por qué no te callas


 


 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:57



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.