Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ilusionistas e mágicos da política

por Manuel_AR, em 18.06.12

 



 


Assisti a semana passada na RTP Memória a uma retrospetiva sobre o ilusionista português Luís de Matos, detentor de vários prémios de entre os quais se destaca o Magician of the Year em Hollywood. Lembro-me de vários espetáculos apresentados na RTP e dos seus extraordinários truques de mágica.


De facto somos um país de mágicos e de ilusionistas pela forma como aparecem e desaparecem da opinião pública e da comunicação social muitos acontecimentos como se de truques de mágica se tratasse. Pensei apenas em alguns. O mais recente é o caso do ministro dos assuntos parlamentares, José Relvas e o caso das alegadas pressões sobre jornalista do Jornal Público e do caso das secretas. Assim como apareceu, também desapareceu. Nunca mais se ouviu falar em tal. Terá sido o europeu de futebol o truque de mágica que fez os desaparecer?


O caso da justiça, por exemplo, nos casos de corrupção e outros em que se encontram nomes conhecidos da política, dos bancos, pessoas com poderes e influência política e financeira que, quando são indigitados como culpados, as investigações duram até à exaustão aparecem e desaparecem dos canais de informação sem que se saiba depois o que aconteceu. Isto é, sabe-se, os processos prescrevem, as sentenças arrastam-se, de outros nunca mais se sabem as conclusões e a outros nada acontece… Sabe-se lá que mais! A nossa justiça não passa de uma ilusão muito bem orquestrada. Alguém conhece, de entre os nomes e casos mais sonantes e conhecidos, que tenha sido de facto condenado e preso? Não, não falo de preventivas com pulseira eletrónica nas suas mansões. Se conhecerem digam-me!


Nós, portugueses, sabemos de tudo isto e ficamos como que meio sonâmbulos com os passes de mágica que se desenrolam à nossa frente. Rapidamente tiram-nos desse palco de circo e levam-nos para os relvados de futebol e, então, maravilha das maravilhas, também por magia, esquecemos todas as agruras e tristezas. Tudo o resto não interessa desde que haja futebol E, para além do mais, diz o povo, que havemos de fazer!? Mas será queo futebol e o euro 2012 nos vai trazer emprego, mais economia, menos austeridade, mais exportações? Lá dinheiro gasto isso sim nos trouxe o euro. Enquanto os jogadores dos países com menos problemas do que nós ficam alojados em hotéis mais económicos nós, como somos grandes, vamos para hotéis de luxo. E quanto gastou a RTP na despedida do jogadores com o helicóptero a acompanhar o avião?


Mas o que podemos nós fazer, perguntarão alguns! Nada. Olhar passivamente para todos os truques e ilusões com que nos brindam neste espetáculo e esperar quatro anos para que os mesmos ou outros mágicos e ilusionistas venham ocupar o mesmo palco, não com novas ilusões e mágicas mas, quase e sempre com as mesmas, embora mudem os  “partenaires”. Mas talvez comecemos a estar fartos deste espetáculo e dos mesmos mágicos e passemos a ter que contratar outros que nos mostrem os truques para não andarmos iludidos!       

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.